Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

Bocados de mim embrulhados em palavras encharcadas de emoções. Um demónio à solta, num turbilhão de sensações. Uma menina traída pelas boas intenções.

16
Mar22

Influencers na guerra


vanita

Levam os mal-afamados telemóveis topo de gama, tripés e ring lights e, munidos da melhor das intenções, vão atrás do assunto do momento: a guerra e a solidariedade com quem mais precisa. Nas fronteiras da Ucrânia assiste-se ao choque de dois mundos. De um lado, o desespero dos civis arrancados das suas casas, transmutados em refugiados, do outro, a mão que se estende para ajudar as vítimas da guerra de Putin, enquanto se grava um direto para as redes sociais, algumas delas entretanto já banidas da Rússia. Os novos repórteres de guerra deste milénio têm a coragem de largar tudo para estar no momento certo à hora certa e, poderão dizer, falta-lhes a sensibilidade para excluir o seu natural egocentrismo quando em causa estão situações-limite. Mas será mesmo assim?
[In]conscientemente, estes influencers de guerra do século XXI estão a fazer chegar a mensagem não só a ninchos que, por norma, não acompanham a atualidade noticiosa, mas também estão a alcançar o improvável público que está cada vez isolado do acesso à informação na Rússia. São muito jovens os utilizadores do Tik-tok que já entraram em espírito de missão e, todos os dias, se empenham em fazer passar o máximo de informações credíveis sobre o que se passa em ambos os lados da guerra. Resta saber quanto mais tempo de antena terá o Tik Tok para lá da fronteira que nos separa da insanidade.

13
Mar22

E quando tudo dá errado?


vanita

Como explicar às pessoas que, por muito positivas e otimistas que sejam, nem sempre as coisas correm pelo melhor? Mais, como explicar que, apesar de correrem mal, isso não se deve à atitude menos favorável das vítimas? Parecendo que não, uma e outra frase reportam situações distintas. Vivemos na época do faz-de-conta, das purpurinas e dos unicórnios. Há quem nunca tenha saído do "vai correr tudo bem" tão popularizado no início da pandemia. É pois, para estas pessoas, impossível imaginar uma realidade em que tudo dá errado. No mundo encantado destes seres - muitos degeneram em coach inspiracionais e motivacionais -, a esfera de mundo onde se movem não concebe o insucesso e o fracasso. News alert: as más notícias existem e lidar com elas é que o verdadeiro desafio. O que interessa criar retiros e encontros espirituais cheios de boa energia para iludir quem está num caminho que não tem apenas uma saída? Ignoramos a que não interessa? Em que é que essa atitude ajuda quem quer que seja? A possibilidade de falha faz parte da vida. Sabê-lo é parte do caminho feito. Lidar com o falhanço é o que realmente custa. E é nesses casos que precisamos de toda a boa energia para sair da negritude. E há que encará-lo com toda a frontalidade. Sim, a vida pode ser cruel. O segredo é conseguir sair do lodo. Essa é a fórmula difícil de decifrar.

09
Mar22

Escrever é a minha essência


vanita

Deixar as ideias fluir ao ritmo da escrita é muito do que me define e, por mais tempo do que deveria ter permitido, abstive-me desse prazer apenas por medo das avaliações e opiniões de outros. Não quero continuar a esconder-me. Gosto de escrever, não sou totalmente desprovida de talento e basta de me fazer mais pequena do que sou. Do alto do meu metro e meio, não volto a permitir que, quem quer que seja, condicione a minha criatividade e liberdade de pensamento. Gosto de debater ideias, gosto de mudar de opinião e gosto, sobretudo, de ser uma pessoa informada e de não viver fechada em redomas onde o mundo não chega. Não me volto a fechar ao exterior. Não há pior prisão do que quando nos anulamos para não incomodar o universo. Sobretudo quando nem sequer nos identificamos com o universo que nos agrilhoa. Se nos calamos, em que é que nos distingimos de uma realidade com que não nos identificamos? Este blog faz agora 15 anos e, pela primeira vez, não assinalei a data, de tão distante que fiquei daquilo que me define. Serve este post para assinalar a mudança. Não volto a permitir que editem o bom que sou pela ideia medríoce de outros. Se é para mudar, que seja para melhor.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub