Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

Bocados de mim embrulhados em palavras encharcadas de emoções. Um demónio à solta, num turbilhão de sensações. Uma menina traída pelas boas intenções.

31
Jan14

Abri a Caixa de Pandora


vanita

Para o que me havia de dar! Lembrei-me de abrir a caixa de mail do blog, cujos mails são automaticamente reenviados para a minha conta pessoal. Ou seja, não me lembro em que ano lá fui pela última vez. Além da parte gira de reviver mensagens trocadas com amigos que criei na blogoesfera, amizades essas que tiveram os primeiros passos nessas mesmas mensagens, foi engraçado perceber que, por vezes, há mensagens que nunca chegaram ao mail pessoal. Respondi a uma com uns bons anos. Pode ser que ainda chegue a tempos. Pedidos de divulgação de outros blogs, elogios de bloggers que gostavam do que escrevia, pedidos para ir à televisão!!, encontrei de tudo. Coisas de que já não me lembrava. Sim, porque também apagamos as más memórias. Lembrava-me lá eu de que também tinha sido alvo da raiva de anónimos? Nem por sombras. Curioso é que hoje, tal como então, tenho a certeza de que os ditos anónimos são sempre pessoas que nos conhecem de algum lado da nossa vida fora da blogoesfera. E se na altura me faltou coragem, agora tenho que sobre: Go fuck yourself!

Pessoas que não gostam de mim, não leiam o que escrevo, não se preocupem com a minha vida. Eu também me estou marimbando para a vossa.

E era isto. Na altura fui branda de mais.
27
Jan14

Calma aí com o andor!


vanita

Uma coisa é considerar abominável a postura de um líder - neste caso apenas como representante de qualquer ser humano - cuja dignidade passa por se remeter ao silêncio perante uma situação dramática de que resultou a morte de seis colegas. Outra bem diferente são as vozes que, aproveitando a indignação, clamam pela proibição das praxes. Ora, tenham lá calma. Que o caso das mortes no Meco levanta questões importantes que devem ser analisadas, debatidas e, quem sabe, alvo de legislação, não há qualquer dúvida. Já a proibição, incitada por discursos de ódio e raiva, deixa-me bastante apreensiva. De facto, estamos a passar momentos difíceis e complicados e o mais simples e imediato é encontrar bodes expiatórios para extravasar tantos sentimentos acumulados. Exactamente por isso, exige-se prudência e bom senso. Ainda somos um estado de direito, que se rege por leis democráticas. Proibições avulso aproximam-nos perigosamente de tempos que, tenho a certeza, ninguém quer voltar a viver. Calma e bom senso.
24
Jan14

Follow Friday #2


vanita

Gosto muito desta iniciativa do Sapo, de nos incentivar a indicar blogs para outros leitores. Como penso que os mais conhecidos não precisam de promoção, deixo-vos um blog de que gosto muito e não faz parte dos 10 mais do blogómetro, mas devia. Falo do blog da Inês, essa miúda fantástica que lê como uma máquina e nos consegue sempre obrigar a pensar um pouco mais sobre as escolhas que faz e as suas interpretações. Porque a vida é bem mais do que os meros mexericos do dia-a-dia, porque há muito a aprender e porque vão gostar. Cliquem e surpreendam-se.

23
Jan14

Pois que isto já me está a irritar


vanita

Ora dizem que os borlistas são os novos esclavagistas e, em menos de 24 horas, já ouvi argumentos de meio mundo indignado porque - valha-me Deus! - são convidados para fazer tarefas que devem ser pagas. Meus amigos, sem dramas nem grandes discursos, perante uma proposta há sempre uma resposta. Resume-se a: "por esse serviço cobro x". Deixem-se lá de se fazer de coitadinhos que, para isso, já bem bastam os funcionários do Metro. Duas classes no mesmo dia é demais. 

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D