Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

Bocados de mim embrulhados em palavras encharcadas de emoções. Um demónio à solta, num turbilhão de sensações. Uma menina traída pelas boas intenções.

16
Dez13

Da honestidade


vanita

Atirar com areia para os olhos dos outros não faz parte da minha maneira de ser. Eu sou o que se vê. Não sou mais nem menos. Sou esta miúda temperamental e com boa dose de mau feitio que é capaz de surpreender com o tamanho da generosidade que comporto dentro de mim. Não é falta de humildade ou ausência de espelhos em casa, é a verdade nua e crua, tal como ela é. As perguntas que surgem são: como sobreviver num Mundo onde as aparências são metade do caminho para se chegar onde quer que seja? Onde mais vale parecer que ser? Onde todos se tratar bem mesmo que se odeiem? Onde as falinhas mansas e as palmadinhas nas costas escondem sentimentos muitas vezes desprezíveis? Como sobreviver num Mundo onde a honestidade choca mais do que a falsidade? Na sociedade onde me movimento, é esperado um determinado comportamento que não condiz com a minha personalidade. Na sociedade onde me movimento, a honestidade não é bem-vinda. Como sobreviver a isto? 

11
Dez13

Somos horríveis


vanita

Quando vejo as fotos do funeral de Nelson Mandela, com os líderes mundiais, escravos como nós destes tempos vazios e feios, de telemóvel em riste, a retratar o momento para a posterioridade sinto uma pontada de dor no coração. Somos horríveis.
11
Dez13

Somos o que queremos ser?


vanita

O dia ainda vai fresco e já tem tantas dúvidas em cima. Tantas. Não fosse este o eterno dia de anos do meu avô, de quem tenho tantas saudades. Não fosse véspera de um exame que me está a deixar com os nervos em franja. Não fosse o aniversário de uma miúda que mal conheço mas de quem gosto tanto e que está a dar uma lição de luta como só as grandes figuras são capazes. Não tivesse acordado com a imagem de uma página de revista social que causou alguma náusea e me inundou o pensamento com questões morais, sociais e acerca do poder do dinheiro e do desejo de fama. Não fosse ver-me pela primeira vez confrontada com a mudança radical que a minha vida sofreu. Não fosse ter a certeza de que o que melhor sei fazer já não constitui desafio, pelo que, nunca será caminho para voltar a trilhar. Não fossem todas estas dúvidas que me dominam e me deixam perdida. Sei mesmo o que quero? Tenho feito as melhores escolhas? Até que ponto devemos deixar que os nossos sonhos, ambições, necessidade de dinheiro e desejos, trilhem o caminho que seguimos? Tenho tantas dúvidas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub