Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

Bocados de mim embrulhados em palavras encharcadas de emoções. Um demónio à solta, num turbilhão de sensações. Uma menina traída pelas boas intenções.

14
Nov12

Crucifiquem-me


vanita

Não acho que a greve seja uma forma de luta válida. Antes de me desancarem, pensem bem no que tudo isto vai custar e o agravamento que constitui às contas que temos às contas. E antes de me atirarem com essa avalanche de argumentos, digam-me em que é que a nossa vida será diferente amanhã. Vá lá, pelo menos esta greve não foi marcada junto a um feriado, como tanto apraz aos senhores da CP. Sou pela liberdade de expressão e pela indignação e até vou para a rua gritar pelo que considero serem os meus direitos. Ao sábado, atrapalhando o mínimo possível o pouco que ainda me permite ir vivendo. E agora, venham de lá essas farpas.
13
Nov12

Dez réis de esperança


vanita

Se não fosse esta certeza 
que nem sei de onde me vem, 
não comia, nem bebia, 
nem falava com ninguém. 
Acocorava-me a um canto, 
no mais escuro que houvesse, 
punha os joelhos á boca 
e viesse o que viesse. 
Não fossem os olhos grandes 
do ingénuo adolescente, 
a chuva das penas brancas 
a cair impertinente, 
aquele incógnito rosto, 
pintado em tons de aguarela, 
que sonha no frio encosto 
da vidraça da janela, 
não fosse a imensa piedade 
dos homens que não cresceram, 
que ouviram, viram, ouviram, 
viram, e não perceberam, 
essas máscaras selectas, 
antologia do espanto, 
flores sem caule, flutuando 
no pranto do desencanto, 
se não fosse a fome e a sede 
dessa humanidade exangue, 
roía as unhas e os dedos 
até os fazer em sangue.


António Gedeão

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D