Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

Bocados de mim embrulhados em palavras encharcadas de emoções. Um demónio à solta, num turbilhão de sensações. Uma menina traída pelas boas intenções.

03
Dez18

Vida estéril


vanita

Nunca fui capaz de confessar à minha amiga Lina a revolta que senti por ela me ter pedido este texto - https://quemsaiaosseus.blogs.sapo.pt/247002.html - há quase sete anos. Engoli o orgulho como pude, remoí enquanto consegui e aproveitei o desafio para me tentar reconciliar comigo mesma. Foi tão difícil que tive de escrever um novo post - https://petit-secrets.blogs.sapo.pt/94605.html - quando a Lina, com a melhor das intenções, me disse que esperava um texto sarcástico da minha parte. Como, se ser mãe sempre foi um dos meus maiores sonhos? Não conseguir sê-lo não é, nunca foi, uma opção minha. Sarcástica? Só se fosse com o destino, o maior folião de todos os tempos. Hoje lembrei-me destes dois textos e resolvi partilhá-los para relembrar mas também para lembrar que nunca sabemos o caminho que os outros trilham. Por via das dúvidas, vale sempre a pena apostar em alguma delicadeza. 

16
Nov18

Procuram-se jornalistas


vanita

Jornalistas incómodos, jornalistas que perguntam, jornalistas que dificultam a vida a assessores e entrevistados, jornalistas que se recusam a ser pés de microfone, jornalistas que farejam notícias, estudam oportunidades e correm atrás de uma boa história. A profunda crise financeira e de liderança dos grupos de comunicação social, dito de forma muito simplista, esvaziou as redações e, como consequência, ditou o desaire atual do jornalismo português. Estando há uma mão cheia de anos do outro lado, do lado da assessoria, é com profundo e continuado desgosto que assisto à falta de entusiasmo e iniciativa por parte das redações. Quem me dera um jornalista empenhado e interessado que me desse trabalho, que me fizesse arrancar os cabelos mas que, ao mesmo tempo, validasse as ganas e paixão que apaixonaram tantas gerações que quiseram um dia seguir uma carreira no jornalismo. A  ausência de meios e a falta de empenho estão a matar a essência do jornalismo. Prejudica-nos a todos.

11
Nov18

Não tive saudades de mim


vanita

Refiz caminhos, trajectos e hábitos de um passado recente. Subi escadas, virei no sentido correto quase de olhos fechados, levei a mão ao passe no momento certo e palmilhei lajes há muito conhecidas, entretanto deixadas esquecidas nesses recantos mágicos da memória de onde conseguimos resgatar a cúmplice rotina que confere aquele sempre tão aconchegante sentimento de pertença a algum lugar. Refiz caminhos mas não me emocionei nem me deixei contagiar pela nostalgia do que já não é. Quando nos anulamos durante tanto tempo, o que fica é o vazio, o nada que, de tão absurdamente ostensivo e incómodo, se dilui e desfaz sem deixar rasto assim que o conseguimos vencer. Refiz caminhos e não me revi. Não tive saudades de mim. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D