Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


05.11.15

Insanidades a verde e vermelho

por vanita

No mesmo país onde as crianças chegam com fome à escola, pagam-se reformas de 90 mil euros a responsáveis pelo rombo financeiro que, em última análise, está na origem do que começo por apontar no início desta frase. Neste mesmo país, abrem-se as portas em solidariedade a refugiados de guerra e cedem-se médicos e cuidados primários como quem recebe visitas em casa, quando, por cá, não há que chegue para todos. Criam-se rendimentos mínimos garantidos, subsídios para apoio escolar e oferecem-se casas a minorias desfavorecidas, a tal ponto que o vulgar cidadão que trabalha e desconta dentro do imposto pela lei tem mais dificuldades económicas do que quem vive sob alçada do Estado. Perdoam-se políticos e escondem-se debaixo do tapete negócios criminosos com submarinos e corrupção ao mais alto nível. Elegem-se esses mesmos políticos que, aos olhos da Justiça, estão isentos de qualquer acção penal. Hasteiam-se bandeiras de pernas para o ar e formam-se governos que atrasam o funcionamento do País. Neste país, as únicas pessoas sérias levantam-se todos os dias para ir trabalhar e, durante quase seis meses, o fruto do seu trabalho é para o Estado. Estas pessoas não contam para quem governa. 

publicado às 14:00

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.