Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


28.02.14

Este é um dia raro.

por vanita

Hoje celebra-se o Dia Mundial das Doenças Raras. 

A data visa alertar a população para este tipo de doenças e para as dificuldades que os doentes enfrentam, uma vez que a investigação e investimento médico e científico nem sempre estão a par das necessidades de quem sofre deste tipo de patologias.

Na União Europeia, consideram-se doenças raras as que têm uma prevalência inferior a cinco em 10 mil pessoas.

Existem entre 6 a 8 mil doenças raras, a maioria de origem genética. Estima-se que as doenças raras afectam perto de 40 milhões de pessoas na Europa, especialmente crianças.

Em média, 5 a 6 por cento da população portuguesa poderá vir a sofrer de uma doença rara. Um de nós pode fazer parte desse número.

Dá que pensar.

publicado às 11:25

26.02.14

26 Fev 2007 01:39

por vanita

 

Sete anos. S-E-T-E. Naquela noite, sentada na secretária daquele que foi o meu quarto durante oito anos, não podia imaginar que esta aventura se iria estender por tanto tempo. E estou feliz pela decisão que tomei. Muita coisa mudou na minha vida desde então. Aliás, muita coisa mudou desde o dia 16 de Maio de 2006 e é a partir desta data que traço as grandes conquistas que tenho vindo a fazer. O blog é uma delas, senão a mais importante. Saber que uma simples operação ao apêndice me salvou a vida porque tinha um cancro - vamos chamar as coisas pelos nomes - pode fazer muita confusão. Sobretudo quando se tem 27 anos. Foi nesse turbilhão de emoções que decidi aderir à blogoesfera, primeiro em blogs partilhados e finalmente neste espaço só meu. Aqui fui tudo: fui mimada, fui carente, fui revoltada, fui ansiosa, triste, feliz, contente. Desabafei, chorei, falei para o vazio, desdisse milhões de vezes a minha sorte. Mas aqui, fui eu. Apenas eu. Não poucas vezes, esqueço-me de que há alguém desse lado. Não no sentido de não querer saber de quem me lê, mas porque não uso filtros no que escrevo. Aqui dou-vos o que sou, bom ou mau. 

 

É bom olhar para trás e perceber que mudei de quarto, que mudei de emprego - duas vezes -, que passei pelo desemprego - três vezes -, voltei à faca mais duas vezes e que dei a volta por cima. Sempre. O desemprego nunca durou mais do que duas semanas, um deles foi de apenas 24 horas - cortesia das burocracias que as empresas inventam para nos retirar qualquer direito. Tive três namorados, fui traída, fui abandonada. Amei e fui amada. Mudei de casa, comprei um carro novinho em folha, que paguei a pronto - não volto a repetir a façanha e é pena. Troquei de profissão. Dei baixa da carteira profissional da minha vida - e o que isso dói. Ainda assim, não me sinto menos realizada. Todos os dias aprendo coisas novas, conheço pessoas e formas de estar diferentes e isso é a essência do que me ligava - ainda liga - ao jornalismo. Aderi ao Goodreads que, a par do blog, é uma das mudanças que ficará por muito tempo. Deixei o Blogspot e agora sou mimada pelo Sapo que, por vezes, até me dá destaque e me fez voltar a acreditar que vale a pena ter um blog.

 

É isto que sou. É isto que tenho para dar. E gosto de vos ter aí, há tanto tempo. Tanto que parece que foi ontem. 

publicado às 01:39

26.02.14

Do nojo

por vanita
Hoje deito-me triste. Nada me deprime mais que a falta de solidariedade entre profissionais da mesma classe. Podia dizer tanto, mas vou dormir que o meu mal é capaz de ser sono.
publicado às 00:49

21.02.14

Follow Friday #6

por vanita

O blog de hoje é mais conhecido do que o meu que, pobrezinho, vive na obscuridão da blogoesfera. Quem Sai aos Seus é o blog da minha amiga Lina Santos, a pessoa que me incentivou a mudar aqui para o charco e uma das que fazia parte do primeiríssimo blog onde escrevi, o extinto "Jornalistas Desesperadas". A Lina esteve de férias no Brasil e, como andamos todos fartos deste tempo, convido-vos a ir lá apreciar as vidas. Boa sexta-feira! 

publicado às 12:48

20.02.14

Sabemos que vivemos num país de mentalidade tacanha

por vanita

Quando o facto de uma cantora que não grava um único disco há mais de uma - quem sabe duas - décadas é capa de jornal por trabalhar num McDonald's (salve a publicidade). Que caia o Carmo e a Trindade, que uma pessoa que já apareceu na televisão e representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção não pode ter um emprego como o comum dos mortais. É já capa de jornal. Onde é que já se viu? Isto, num país à beira da bancarrota. Há dias em tenho ainda mais vergonha...

publicado às 16:15

19.02.14

Chamam àquilo namoros?

por vanita

Ando com isto engasgado há uns tempos, sai agora que estou com tempo. Caros bloggers e pessoas do FB que se preocupam em acompanhar a actualidade da vida dos concorrentes da Casa dos Segredos, sejam sensatos e deixem de perseguir o impossível. Se o Diogo se enrolou com a Sofia, que não parava de pensar no Thierry, que a trocou pela Débora, mas depois foi traído por ela. Se a Érica tinha ido para a cama - vamos ser suaves nisto, vá - com o João, que escolheu a Diana, mas depois a deixou para voltar a tentar qualquer coisa com a Érica. E mais exemplos poderia dar se tivesse visto mais episódios, mas fiquei por aqui. Ora bem, estava eu a explicar. Se estas pessoas se envolvem hoje com um e amanhã com outro, isto não são namoros! Dêem-lhe o nome que quiserem, mas não sejam caretas, que vos fica mal. Não há qualquer compromisso neste tipo de relação e escusam de criar essas ilusões na vossa cabeça. Comem-se - é isso que ali se passa - e vão à vidinha deles. Às vezes bate a saudade e voltam ao ponto de partida, mas sem essa de relação. Não é nada disso que ali se passa, ok? E eu é que tenho de vir explicar isto? Eu já tenho 35 anos. Vocês é que são novos, caramba!

publicado às 21:54

19.02.14

Se me apetecer dizer mal da Joana Latino tenho de a convidar para a conversa?

por vanita

É isto que se passa. De alguma forma, Joana Latino soube que se fala mal e porcamente sobre ela no mural de Felipa Garnel e a jornalista da SIC está indignada porque o estão a fazer nas suas costas. Depois de originar uma discussão sobre o tema no seu próprio mural - whatelse is new? - Joana Latino resolveu comentar uma foto de perfil de Felipa Garnel - a única via de acesso, uma vez que este mural está fechado - a pedir explicações. Porque se estão a dizer mal dela, ela quer participar. Se isto não é bullying, não sei o que será. Sim, dizer mal não é bonito. Mas achar que se move a sociedade inteira em torno do nosso próprio umbigo é ainda mais feio.

publicado às 18:47

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.