Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


20.01.14

Viva o Sr. Contente!

por vanita
Tenho a certeza absoluta de que Durão Barroso não só se candidatará à Presidência da República, daqui a dois anos, como será um potencial vencedor do cargo. Mas alguém se lembra que este senhor abandonou o País, com os pés a bater no rabinho, para se ir por de bicos nos pés lá longe na Europa? Da mesma maneira que não se lembravam que tinha sido Cavaco Silva quem tinha entregue ao desbarato os fundos que chegavam da antiga CEE. Somos tristes, somos contentes.
publicado às 20:38

20.01.14

Vamos lá deixar de ser meninos

por vanita

Que os amigos se juntem num fim-de-semana sob o pretexto de uma reunião das comissões de praxe ou seja lá do que for, ninguém tem nada com isso. Que façam uma ou duas ou três loucuras, sabe-se lá com o quê e para quê, também é assunto deles. Que a brincadeira tenha consequências desastrosas, resta-nos lamentar amargamente o sucedido, avaliar as consequências das decisões irresponsáveis que se tomam quando estamos em grupo e aprender uma lição para transmitir a gerações futuras. Tudo certo até aqui. Agora, que no meio da desgraça, haja falta de tomates - desculpem lá o português! -para explicar o que se passou é que já me parece mais grave. Que se respeite o período de luto, o trauma e se dê tempo aos visados para reagir, parece-me mais do que justificável. O que me parece que roça o limite da legalidade neste caso dos estudantes do Meco é que se oculte factos e dissimule a realidade. E isso requer uma posição enérgica. Há uma casa que foi limpa depois do desaparecimento dos jovens no mar. Só por si, quer-me parecer, constitui crime. Há um pacto de silêncio entre estudantes de uma faculdade inteira, entre adultos com mais de vinte anos. Mas estamos a brincar? Há muito por explicar e é bom que a verdade venha ao de cima, sob pena de estarem todos a ser cúmplices de uma história com contornos duvidosos. Tenham juízo na cabeça. 

publicado às 14:56

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.