Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


16.12.13

Da honestidade

por vanita

Atirar com areia para os olhos dos outros não faz parte da minha maneira de ser. Eu sou o que se vê. Não sou mais nem menos. Sou esta miúda temperamental e com boa dose de mau feitio que é capaz de surpreender com o tamanho da generosidade que comporto dentro de mim. Não é falta de humildade ou ausência de espelhos em casa, é a verdade nua e crua, tal como ela é. As perguntas que surgem são: como sobreviver num Mundo onde as aparências são metade do caminho para se chegar onde quer que seja? Onde mais vale parecer que ser? Onde todos se tratar bem mesmo que se odeiem? Onde as falinhas mansas e as palmadinhas nas costas escondem sentimentos muitas vezes desprezíveis? Como sobreviver num Mundo onde a honestidade choca mais do que a falsidade? Na sociedade onde me movimento, é esperado um determinado comportamento que não condiz com a minha personalidade. Na sociedade onde me movimento, a honestidade não é bem-vinda. Como sobreviver a isto? 

publicado às 17:25

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.