Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


28.10.13

Descarril(h)ámos completamente.

por vanita

O que é que é impressionante em toda esta "deliciosa" novela da separação de Bárbara Guimarães e Manuel Maria Carrilho? É que não houve um único 

órgão de comunicação a ficar indiferente, com os cinzentões desta vida, um pouco envergonhados, a apregoarem a mais esfarrapadas desculpas para, tal como todos os outros, se prostarem em frente à casa do ex-casal e se adiantarem em detalhes sórdidos que conseguem junto das suas fontes mais credíveis. Mas não fujam já, não é isto que é verdadeiramente impressionante. O que é realmente estrondoso é que, com esta história, se prova que ainda há jornalismo em Portugal. Os telefones ainda funcionam, as esperas continuam a justificar-se e as histórias ainda têm vários lados que podem e devem ser ouvidos, relatados e contados. O que é impressionante, repito, é que já nada disto se faz no que diz respeito às políticas deste nosso rectângulo, às denúncias de corrupção dos nossos estadistas e às histórias de fazer corar as pedras da calçada que envolvem a banca e os poderosos. Aí, meus amigos, aí ninguém se atreve e não há desculpa que valha, nem valor notícia que faça os telefones tocar. E é isso que, infelizmente, torna tudo isto impressionante. Degradante até. Porque, se é notícia, é porque não interessa.  

publicado às 17:02

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.