Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


28.06.13

Como matar um blog

por vanita

  • Abandoná-lo.
    É o caminho mais rápido para a morte lenta da criatura. Lenta porque, felizmente, os leitores são persistentes e ainda vão continuar a acreditar no regresso do autor durante muito tempo.
  • Ser reservada.
    Deixar de contar pormenores sobre a vida pessoal e salvaguardar a intimidade do autor. Por muito que se aprecie o talento para a escrita, o que os leitores gostam mesmo é de cuscar a vida alheia. Sem isso, dá-se início ao desapego sentimental que irá culminar na morte do blog.
  • Ser ausente.
    Nunca responder aos comentários feitos no blog e optar por uma postura de "indiferença" em relação aos posts de outros bloggers. Não interagir na blogoesfera é meio caminho andado para aniquilar a presença entre os demais.
  • Perder estatuto.
    São os links de outros que geram parte do movimento de um blog. Se, por alguma razão, se perder uma ligação com um blog muito popular, o número de visitas cai drasticamente a curtíssimo prazo. Muitas das pessoas que geram movimento não sabem guardar links e fazem-no através das ligações que vêem noutros blogs. Se a ligação deixar de existir, nunca mais lá voltam.
  • Parar no tempo.
    Há muito que a blogoesfera 2.0 morreu. Hoje em dia, para que um blog seja popular é impreterível que haja uma ligação e coordenação muito forte com as redes sociais. Um blog não existe apenas no seu endereço, tem de estar também no Facebook, no Twitter, no Instagram, no Pinterest, no Vine e no Diabo a Quatro - quero ver quantos de vocês vão pesquisar esta rede social :). Sem isto, nada feito, mais vale escrever já o epitáfio. Não se sai vivo disto.
Nota-se muito que estou deprimida com os valores do Sitemeter? Será que isto ainda se usa?
publicado às 16:54

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.