Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


28.06.12

Provações

por vanita
E se de repente perdêssemos o emprego, fossemos fazer uma operação no mínimo complicada e nos dissessem que temos de gastar todas as nossas economias e mais algumas para pagar a intervenção cirúrgica? E se acontecesse tudo ao mesmo tempo?
publicado às 21:00

27.06.12

E depois há a dor

por vanita
O assimilar de todos os contornos que não nos tinham passado despercebidos. A descrença no mundo que se tece de relações promiscuas e ambíguas. O impossível passar a perna de quem um dia demos a mão. A revolta nas entranhas, temperada com a certeza que ainda não é desta que nos derrubam. Custa, mas ainda não é desta.
publicado às 15:27

25.06.12

Que tempos estes

por vanita
Pior do que saber que temos um fardo pesado às costas é quando percebemos que os nossos melhores amigos também foram chamados a dar o litro. Com a nossa dor é fácil lidar e, arranjar forças, depende apenas de nós. O mal que fazem aos nossos deixam-nos impotentes. Porque há dores que não se podem aliviar, por mais que queiramos. Vale-nos o facto de saber que os nossos amigos têm muita da nossa fibra. O caminho é em frente e não há obstáculo que nos derrube. Garanto.
publicado às 20:05

22.06.12

Ler liberta

por vanita
Pelo menos, a avaliar pelo que diz esta notícia da Veja, segundo a qual os prisioneiros que se dedicarem à leitura, podem ver a sua pena ser diminuída. Não podemos adaptar este conceito - excelente, note-se! - à vida laboral? Quanto mais lermos, menos trabalhamos. Não sei porquê, agrada-me.
publicado às 17:09

Pág. 1/3

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.