Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

02
Fev11

Coisas que me irritam*


vanita

Pessoas que vêm ao meu computador explicar qualquer coisa e, para isso, precisam de desarrumar tudo e por à maneira delas. Também olho com ternura para os menos sabedores que precisam de fechar janela a janela para chegar ao desktop - não conhecem o atalho - e pelo meio comentam o que vêem e diminuem. Ai, os nervos!

* também me apeteceu usar este título ;)
02
Fev11

Revolução dos cliques


vanita

Somos insatisfeitos, contestatários, inconformados e não nos calamos. Damos voz aos nossos direitos, fazemos valer a nossa luta e barafustamos. Ninguém nos cala. É ver o registo acalorado, quase em fúria, dia após dia, a subir de tom. Chega a temer-se uma revolução como a que nos deu a democracia, em 1974. Melhor, porque estamos mais informados, sabemos o que queremos e não nos deixamos levar por um os dois argumentos mal esgrimidos. Movemo-nos em ondas de provocação de fazer medo a quem se atreva a fazer-nos frente. Somos disciplinados como um exército de alta patente. Tudo tem lugar. As causas pessoais, religiosas, profissionais e até dos animais. Temos opiniões convictas e damos a cara por elas. Em segundos, que não duram mais que o tempo de um clique. Segundos que perduram por um dia, dois no máximo, porque são segundos elevados ao número de amigos que se solidariza com o gesto. Naquele segundo. Um segundo perigoso que pode desencadear uma revolução, atenção. Não se desse o caso de, logo a seguir, cair uma música que era mesmo o que estava a ouvir mas não terminei porque entretanto saiu um estudo que fala dos homens infiéis e as mulheres sem celulite e, pelo meio, tive de partilhar a nova confirmação para os festivais de verão. É que nisto, já se sabe, quem chega primeiro é rei. É preciso marcar uma posição, com convicção. Essa mesma, que me faz lembrar qualquer coisa do início do texto. Já não sei bem o que era mas, entretanto faz-se tarde, amanhã é dia de trabalho. Seja o que for, não ficará esquecido. Tenho a certeza. Vamos longe com isto da revolução da informação, ainda não tinham percebido?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D