Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

19
Jun10

Ponto final


vanita

Ele estava pousado em cima da mesa, quieto, mas piscava-me o olho. Eu estava sentada no sofá, curiosa, olhava-o desconfiada. Estávamos em 1998 e aquele era o primeiro livro de José Saramago que me chamava a atenção, porque me incomodava. Eu sabia que o autor tinha sido distinguido com o prémio Nobel mas, que raio, também sabia que ninguém conseguia passar da primeira página dos livros dele. Toda a gente, toda a gente mesmo, dizia que ler o "Memorial do Convento" era tarefa hércula e nem sequer valia a pena o esforço porque, apesar de giro, não era pontuado, dava dores de cabeça e não estava correcto. Não é assim que se escreve. Era por isso que me sentia desconfiada com o "Ensaio sobre a Cegueira" a piscar-me o olho a partir da mesa da sala. O livro não era meu, é óbvio, era de uma amiga com quem dividia casa na altura. Perdi a conta às vezes que repeti a pergunta: "como é que consegues ler isto?". Já não procurava resposta, saía-me retoricamente da boca, incrédula. E ele lá estava, sereno, sem me deixar em paz. Lancei-me a ele e li a primeira página, só para sustentar a verdade conhecida de que é praticamente impossível ler um livro de José Saramago, mesmo que dois ou três lunáticos tenham decidido que aquele é um estilo digno de receber um Nobel de Literatura. Nem sequer sabem português, quer dizer, tem o valor que tem. Uma parte do meu cérebro ainda estava nesta onda de pensamento quando outra começou a ganhar espaço. Afinal o que se passa com o médico? Fui apanhada de surpresa. Médico, qual médico? Olhei para o livro, já estava na página 36! O meu mundo caiu naquele momento. Saramago não é o escritor impossível de ler? Como cheguei até aqui assim, sem dar por isso? Como? Tornou-se no meu escritor português favorito e o "Ensaio sobre a Cegueira" ocupa lugar de destaque nos livros da minha vida.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D