Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

29
Jun10

O dia chegou ao fim


vanita

E com ele fecha-se um ciclo de oito anos. Desde os 23 anos que o meu nome é sinónimo da empresa de onde hoje sai. Dei-lhe a minha juventude e ela deu-me a melhor experiência que alguma vez podia ambicionar ter. Tive o privilégio de fazer História na área de trabalho por que me apaixonei quando era miúda. Fomos grandes, fomos únicos, fomos inteiros, fomos os maiores e os melhores. Brilhámos enquanto profissionais, crescemos como pessoas. Fizemos amigos e construímos uma "família" no local de trabalho. Ralhámos, discutimos, zangámo-nos mas também fizemos as pazes, rimos como ninguém, superámos tudo e todos e guardamos na alma o segredo de sabermos o mais ninguém poderá saber. Porque só quem viveu o que vivemos juntos pode entender o que é lutar pelo que acreditamos e conseguir ter sucesso. E nós tivemos esse privilégio. Eu tive esse privilégio. É por isso que as lágrimas que hoje me escorreram todo o dia pelo rosto se vão manter para sempre no meu coração. São lágrimas de alegria. São lágrimas de tristeza. Porque foi bom. Foi mesmo muito bom.
28
Jun10

Igual mas diferente


vanita

Hoje é o meu último dia de trabalho. Estou aqui, sentada no sítio de sempre, com as emoções à flor da pele. O ambiente à minha volta não mudou muito. O frenesim faz parte das nossas vidas, hoje também. Por outras razões mas não muda o nosso estado natural. Ainda assim, faltam pessoas. Há quem esteja a trabalhar já deposto do cargo que tinha, hoje não tenho superiores directos. Eles estão cá, mas oficialmente já não estão a cargo da nossa equipa. Há quem esteja a trabalhar porque não recebeu outra ordem em contrário, como é o meu caso. Não vou ser reintegrada noutros projectos da empresa. Fomos nós, os renegados, que ouvimos de pé o discurso de despedida dos donos da casa. Não há palavras que descrevam esse momento. O olhar para a minha colega, a minha irmã do coração, e sentir que somos as últimas. Que foi a nós que coube a tarefa de fechar a porta. Hoje é o meu último dia de trabalho e, tirando a dor de barriga, parece um dia igual a tantos outros. Apenas com a certeza de que amanhã nada será igual. Uma certeza que faz toda a diferença.

Pág. 1/5

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D