Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

29
Dez08

"Não, não sabe!"


vanita

Digam-me sinceramente se é só a mim que faz confusão o anúncio do Antigrippine que voltou a ser repetido insistentemente na TV? Aquela resposta prepotente que os engripados dão faz-me arrepiar. Que gente mal-educada! E o pior, o anúncio retrata uma forma de estar que começa a ganhar raízes. "Não, não sabe!"? Com o ar mais superior do Mundo! O quê? Nunca ninguém esteve constipado ou engripado antes destas alminhas? Haja dó!
26
Dez08

Ushanka


vanita


Hoje é dia de falar de presentes na blogoesfera. Não sou nada fã dessas coisas mas este não posso deixar passar em branco. É lindo e veio da Polónia para a minha árvore de Natal. Mais um pouco e vinha da Lapónia, está quase lá. Sempre quis um chapéu destes - descobri agora que se chama Ushanka e é inspirado nos chapéus militares do Exército Russo. O meu é em preto e muito mais giro que esse da fotografia. Só quero ver se tenho coragem de o usar em Lisboa!
E pronto, assim se esgotam os momentos materialistas natalícios neste blog...
22
Dez08

Natal... mais um post!


vanita

"Tão bom o Natal! Traz tanto conforto humano, familiar e espiritual. Sei que muita gente sofre nesta data e fica deprimida na altura da Consoada. Quase todos pela mesma razão: pela falta dos seus. Muitas vezes estamos sozinhos porque queríamos ter outras pessoas ao nosso lado. Sei que não é fácil gerir a falta de um ente muito querido, uma pessoa da família, mas o Natal é a comemoração dos vivos, a celebração de estarem todos juntos...
É óbvio que é complicado ultrapassar a falta de alguém. Não quero minimizar isso. Pelo contrário! É pena a vida ser assim. A única certeza que temos é a de que um dia não estaremos todos juntos. Daí, de toda a depressão que a constatação desse facto possa causar, também devia nascer a alegria de viver O momento, aproveitar as tréguas que a vida nos dá e ser genuinamente feliz! É por isso que eu gosto do Natal.
Porque nos obriga a reflectir, porque nos obriga a parar e a dar valor ao que temos ao nosso lado. É por isso, por esse valor que todos sabem e conhecem tão intimamente, que muitos se sentem tristes nesta época do ano. Porque não querem pensar, porque têm medo de falhar nas expectativas - eu própria sofro tanto desse mal -, porque se apercebem que nem tudo está bem na forma como se relacionam com as pessoas ao longo do ano, etc.
E tudo isto porquê? Porque embora as queixas relativas à quadra natalícia sejam mais do que justas, a verdade é que é impossível ser-se indiferente ao espírito do Natal. TODA a gente sabe que é Natal. Comemore-se ou não, acredite-se ou não, católicos, agnósticos, ateus e fiéis de outras religiões sabem o que o Pai Natal, o pinheiro, as luzes e o consumismo escondem: uma mensagem de amor tão forte e tão singela que a todos atordoa. O Natal traz ao de cima a criança mais inocente e pura que há dentro de cada um. No fundo, mesmo criminosos, bandidos e outros malfeitores - quero eu acreditar -, todos querem permanecer fiéis à criança que foram um dia. Não há magia mais bonita do que esta!

Feliz Natal!"

Texto de Vanita, escrito no moleskine, na madrugada de 24 de Dezembro de 2006

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D