Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


20.11.08

Metamorfose inesperada

por vanita
Nunca li nada de Franz Kafka mas este romance não é sobre o checo que escreveu "O Processo" e "Metamorfose". Haruki Murakami é um dos mais populares escritores japonês e arrasta uma legião de fãs atrás de si. Movida pela curiosidade - muitos best sellers são realmente dignos desse título, não sou assim tão céptica! -, apeteceu-me descobrir o segredo deste Kafka. Não me fascinou. Li mais de 200 páginas até finalmente me sentir ligada e entusiasmada com o rumo da história. Não que não estivesse a gostar até aí. Era simplesmente vago demais e não me conseguia prender. Depois conseguiu? Talvez... Não posso dizer taxativamente que não gostei. Não posso dizer que não me marcou. Há ali passagens que nunca vou esquecer. Uma semana depois de ter fechado a última página, acho que ainda o estou a assimilar. Não por ser difícil mas porque, tal como os filmes de David Lynch, este é um livro estranho. Não se detesta. Fica-se assim, num limbo de admiração e dúvida que não nos causa repulsa. Mas também não se adora. É por isso que não é mau. Perceberam alguma coisa?
publicado às 21:58

20.11.08

Afinal... gosto!

por vanita
À vigésima tentativa rendi-me à paranóia do sushi. Eu sei, agora já não está na moda como há quatro anos. Agora é banal e não tem o charme e glamour de outros tempos. Mas quem disse que sou igual aos outros? Até esta noite, fazia parte da minoria que detestava sushi. Hoje o "arroz empapado sem ponta por onde se pegue com um bocadinho de peixe cru no meio" soube-me mesmo muito bem. Hoje enchi a barriga e mal posso esperar pelo próximo jantar de comida japonesa. Afinal, até é bom! Muito bom!

Mais pormenores aqui
publicado às 02:48

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.