Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

caixa dos segredos

30
Out07

Afinal... acredito!


vanita


Pensei que nunca mais, que o amor não existe e que não vale a pena acreditar em príncipes encantos e histórias de encantar! A teoria do Peter Pan dava-me força e os exemplos à minha volta confirmavam a ideia que construia na cabeça. De coração destroçado, mortalmente ferido, dei por cima certa de que a relação entre duas pessoas está condenada à desgraça. Não há ligação que resista ao capricho individual, ao egocentrismo que domina a nossa geração. Felizmente estou errada! Hoje quase chorei quando percebi que os contos de fada existem, que é possível, que as pessoas se amam e são fiéis a essa ligação imprevista mas que faz tanto sentido quando estamos apaixonados. E sim, podemos estar apaixonados por mais do que o tempo de um fósforo, podemos amar quando discutimos, podemos ver os defeitos do outro e ser felizes por saber que, mesmo assim, aquela é A pessoa com quem queremos estar, sempre e para sempre. Vale a pena acreditar, vale a pena ser feliz, vale a pena amar!
28
Out07

Para ti!


vanita

Hoje, finalmente, tive coragem para ver o filme que me tinhas recomendado. Sempre tiveste bom gosto. Para mim és um exemplo, serás sempre.
26
Out07

Excelente ideia!


vanita

Há dias em que vale a pena passear pelos blogs. Hoje foi um desses dias, graças a este Bom Jardim que há pouco descobri. Juntando o útil - obrigatório, melhor dizendo - ao agradável, este coleguinha da blogoesfera descobriu um jogo que só por si já é giro e pode fazer-nos perder mais uns minutos a vegetar frente ao portátil. O melhor disto tudo, a razão porque vale a pena espalhar a novidade, é que por cada palavrinha que acertem estão a doar DEZ grãos de arroz ao Programa Alimentar Mundial! Parece pouco? Além de acreditar que nada é pouco, posso dizer-vos que só a experimentar consegui doar 200 grãos de arroz. Se isto não é um prazer, ajudar alguém enquanto nos divertimos e aprendemos, não sei o que será. Vá lá, não se acanhem. Joguem!
25
Out07

Descrente


vanita

Há muito que aprendi a gostar de mim como sou. Sempre fui muito exigente e, embora nunca tenha sido evidente para ninguém por causa da carapaça com que me escondia/o, também sempre fui muito insegura e ávida da aprovação de quem me rodeia. Mas ao longo dos tempos fui lidando com a teoria do leite matinal: "se eu não gostar de mim, quem gostará?". O problema é que acho que me tornei num monstro arrogante e começo seriamente a pensar se haverá no Mundo alguém que consiga ver a menina pequenina que existe cá dentro. Provavelmente não! [Ok, sei que estou a exagerar...] Mas esse medo hoje bateu-me com alguma força. Serei eu insuportável aos olhos de quem me atura? Sempre crítica, sempre céptica... sempre irritante para quem me ouve, provavelmente! Convicta de que a razão está, obviamente, do meu lado, eu ser-maior-e-sabedor-de-coisas-que-mais-ninguém-pode-alcançar, tenho desplantes que a mais ninguém lembraria. Tenho um lado lunar [bendito eufemismo] tramado, presente e odioso. Mas acreditem, no fundo, no fundo sou uma miúda, uma boa miúda, à espera de um sorriso. Eu sei que é difícil de acreditar, mas é a mais pura das verdades! Será que algum dia alguém vai perceber? Será que algum dia o monstro amansa?...
24
Out07

Back for good


vanita

Eu nem gosto de Take That, nem desta música em particular. Mas é incrível como as músicas nos transportam no tempo. Com esta volto a ter 16 anos, estou num comboio de regresso de um acampamento em Almeida e tenho-te no meu coração. Estou doente e estou apaixonada por ti. Tanto como nunca estive por mais ninguém. Foste o meu primeiro namorado e essas foram as nossas primeiras cumplicidades. Andámos de mão dada, rimos juntos, fugimos de todos para ficarmos sozinhos, atiraste-me à agua só porque já não conseguíamos estar juntos sem que a faísca se notasse em quem estava à nossa volta. Já não estás cá... e quando oiço esta música é como se ainda estivesses. És lindo, sempre foste...

22
Out07

Notícia feliz!


vanita


A todos os que andam felizes da vida com o novo álbum de Radiohead, "In Rainbows", que a banda tão generosamente disponibilizou online para quem quiser, ao preço que achar justo, aí vem uma novidade fresquinha. Os Radiohead têm uma digressão agendada para 2008, já a partir de Maio. Segundo o agente da banda, Thom Yorke não está muito feliz com a ideia porque considera que "os Radiohead não são cães de estrada" [in Blitz]. Ainda assim, apesar do mau feitio do senhor, ficamos a fazer figas para que a banda dê cá um saltinho. E já agora, que o concerto seja qualquer coisa que valha a pena contar aos netos :)

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D