Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]


21.08.07

Trovas ao vento...

por vanita
Não, não vou reproduzir o belíssimo poema de Manuel Alegre. Vou dar azo às minhas próprias emoções deste Verão que passa de rajada. Tanta mudança, tanta violência, tanta acção e tanta segurança no que é estável, fixo e imutável. O vento apenas leva o que já não pertence. É por isso que é belo... No fim da tempestade há sempre a calmaria, a bonança que nos apazigua a alma e nos diz que estamos prontos para outra. E é tão bom quando assim é.
Boas férias!!!
publicado às 21:11

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.